Portfolio

Você está aqui:
TODOS
Terra natal 20nov

Terra natal

“Meu nome é Josias, vim de Salvador pra cá há 15 anos, eu vim porquê queria uma coisa melhor na vida, mas como não consegui e agora ‘tá’ chegando a idade eu quero voltar pra minha terra natal.”

Luta difícil 04nov

Luta difícil

“Meu nome é Antônio José Rodrigues, conhecido como Antônio da Ave-Maria, tenho 71 anos, 14/07/1945. Quando eu entrei na terra eu tinha 53, então quando a gente chegou aqui a gente chegou em 2003, dentro dessa área aqui tem 5196 hectares. Quando a gente entrou era tudo cheio de eucalipto, aí foram cortando eucalipto e
...continue lendo

Desenho e grafite 03nov

Desenho e grafite

“Sérgio de Campos Oliveira, 31 anos, desenhista, artista visual, artista do grafite também… minha ligação com a arte ‘tá’ desde pequeno, desde os 10 anos já venho desenhando, autodidata. Me descobri no desenho aos 15 anos, já tinha em mente o que eu queria fazer, conversando com a minha mãe eu perguntei se a profissão
...continue lendo

Trabalho aposentado 03nov

Trabalho aposentado

“Joaquim José dos Santos Neto, ‘tô’ com 65 anos e depois de aposentado comecei um desafio em um mundo novo: o mundo da areia. Eu não mexia com esse ramo aqui, eu fui funcionário do Banco do Brasil até 96, lá no Mato Grosso do Sul, lá eu pescava todo sábado. Era bom demais, ficava
...continue lendo

Trabalho nas ruas 01nov

Trabalho nas ruas

“Aparecido Cardoso, vou fazer 61 anos agora em outubro. essa atividade é uma atividade que praticamente eu trabalhei em várias empresas em São Paulo e até agora não pude pagar o restante pra completar o INSS, eu queria pagar de uma vez mas não pude pagar, o meu serviço na minha cidade não existe mais,
...continue lendo

Trabalhar e trabalhar 27out

Trabalhar e trabalhar

“Antônio Francisco, 71 anos. 27 aqui na Asten, entrei aqui em 1990. Eu sou de Campinas, moro lá. Eu vim aqui, fiz um teste, fui aprovado e comecei. Comecei com a ferramentaria mesmo, aqui eu ‘tô’ há 27 anos. Tem que trabalhar, né! Eu gosto do que eu faço, certo, todos esses anos sempre na
...continue lendo

Vida no Café 25out

Vida no Café

“Vivi todos meus anos no mundo do café. Da infância até hoje. Fico feliz, muito feliz, quando olho para trás e vejo tudo que vivi.”

Aprendi com meus pais 23out

Aprendi com meus pais

“Vinturante Manuel de Assunção, 62 anos. Aprendi a fazer isso aqui com o meu pai, com a minha mãe. Aprendi assim, vendo eles fazerem. Porquê eles faziam e a gente ia ajudar, e naquilo que a gente foi ajudando, aprendi. Por isso fico muito feliz em poder fazer oficinas. Aqui foi muito bom. Eu me
...continue lendo

Minha comunidade 20out

Minha comunidade

“Eu tenho 71 anos. Elena Simão dos Santos. Eu nasci em Pernambuco, Garanhuns, a terra que não chove e o mato é verde. Casei em 1970, vim pra cá e ‘tô’ aqui até hoje… eu fui pra Penha, morei 3 anos e meio lá, voltei pra Pernambuco duas vezes, e ‘tô’ dentro do Paraisópolis há
...continue lendo

Ele e eu 19out

Ele e eu

“Meu nome é Maria Moreira Barbosa, 77 anos. Quando eu fui buscar ele, ele é meu sobrinho, ele tinha 5 anos e tinha muitos problemas que a família não tinha como resolver, né. Aí eu fui buscar ele pra fazer o tratamento. Ele veio, ficou comigo, a gente fez os tratamentos que precisava, aí foi
...continue lendo

Vida de ontem 17out

Vida de ontem

“O meu nome é Benedito Correa, nasci em 21 de outubro, tenho 84 anos, morador de Picinguaba. Meu avô foi o primeiro homem que levantou isso aqui, ele e mais 4 famílias, naquele tempo que você não tinha ganância de terra, você chegava e dizia “seu João, posso fazer uma casinha?”. Se deixasse você fazia.
...continue lendo

Uma vida de trabalho 15set

Uma vida de trabalho

“Sou Maria Aparecida Maurício, 58 anos. Sou ‘lavrourista’, dia 3 de dezembro vai fazer 5 anos que eu ‘tô’ aqui na fazenda, mas comecei a trabalhar mesmo quando eu tinha 10 anos. Não consigo imaginar uma vida sem trabalho.”

Minha Bauru 15set

Minha Bauru

“Sou de 1952, meu nome é Paulo Flávio Lourenço Moura. Bauru foi muito boa, aqui era uma praça maravilhosa. Hoje não é como antigamente, agora só tem essa molecada mexendo com drogas, outro dia eu ‘tava’ passando aqui e veio 4 caras tentando me roubar. Eu me defendi, eu jogo capoeira e derrubei os 4
...continue lendo

Vida na estrada 14set

Vida na estrada

“Sou Maria José Ferreira dos Santos, 63 anos. Olha, se eu fosse homem eu seria caminhoneiro, pra ficar na estrada, sempre na estrada. Esse sentimento de movimento sempre me perseguiu! Quando eu trabalhava nas casas de família eu nunca quis ter carteira registrada, porque se o patrão me olhasse torto, eu já falava tchau. Voltava
...continue lendo

Meus 91 13set

Meus 91

“Meu nome é João Francisco de Bau, 91 anos. Esse espaço é meu reino hoje. Pra mim isso é uma terapia, eu ‘tô’ com essa idade e eu não tenho outra coisa mais a fazer do que isso, e eu sem isso não posso viver. Eu moro sozinho e nesse sozinho você fica encabulando as
...continue lendo

Café de ontem 11set

Café de ontem

“A gente era acostumado a trabalhar, não achava difícil, era gostoso.A gente frequentava a escola e quando chegava tinha que almoçar e capinar arroz, feijão. Tudo descalço, não tinha nada pra colocar no pé não, e coitada, minha mãe que morreu cedo demais era muito trabalhadeira, povo honesto a vida inteira. Só que depois que
...continue lendo

Vila Santana 10set

Vila Santana

“Me chamo Agnaldo Moraes, sou aqui da Vila Santana, em Valinhos, e a maior lembrança que tenho é do campo de bocha do Clube Operário. O campo era precário, velho e sujo mas era divertido, gostoso, uma animação total. Depois foi feito o Supermercado Caetano e a bocha passou mais para a frente. Eu digo
...continue lendo

Minha Sorocaba 03set

Minha Sorocaba

“Sorocaba passou de uma cidade assim bem provincial pra uma cidade bem moderna a partir de 1970. hoje Sorocaba tem um dos polos industriais mais importantes do Brasil. Quando cheguei aqui em 1955 não era assim. A sorocabana foi importante nesse processo. Foi pioneira como empresa de transporte que movimentou todo esse ramal de São
...continue lendo

Nossa terra 02set

Nossa terra

“Sou José Militão, 74 a lutador do MST. A parte melhor de viver aqui é que aqui é todo mundo irmão, o que acontece com um acontece com todo mundo. Tem outra coisa, aqui nós todos gosta daqui, a nossa patroa é a melhor que tem. Não é puxando o saco, é a realidade, o
...continue lendo

Vida de Santo 01set

Vida de Santo

“Me chamo Luiz, mais conhecido pelo meu nome de santo, Toloji. Minha caminhada nesse mundo começou quando eu tinha um amigo, aqui em Campinas, que frequentava a Umbanda. Antes eu era católico, minha família muito católica, mas tinha algumas coisas que não dava pra gente conceber dentro do catolicismo como, por exemplo, o fato de
...continue lendo