CAPS da vida

Você está aqui:
TODOS
CAPS da vida



CAPS da vida

“Eu frequento o caps, eu faço tratamento de saúde aqui, de saúde mental. Me chamo Maria Elisabete Aguiar e tenho 47 anos. Antes eu morava em Munique. Aí eu trabalhava na Alemanha e também sou Missionária Pastora e por isso um dia eu fui para Israel, fui fazer um trabalho missionário lá. Aí tentaram me matar e eu fiquei impressionada né, senti aquela pressão sobre mim, então eu fiquei com esse distúrbio. Quando eu voltei pra Alemanha eu tive que ser internada numa clínica psiquiátrica, porque o trauma que eu tive foi muito grande.

Eu sou cristã, e os muçulmanos descobriram, e aí eles me cercaram, um monte de homens me cercaram, porque nas lojas lá não trabalham mulheres, só trabalham homens. Aí um monte de homens me cercaram, tudo armado, com paus, com pedras, e queriam me matar, por eu ser cristã, mas aí Deus, que eu acredito, me deu o livramento, eles desistiram, eu assumi, e eu falei, eu sou cristã mesmo. Vocês são muçulmanos e a gente não faz nada contra vocês, por que vocês querem me prejudicar? Aí eles pararam, eu acredito que foi intervenção divina na verdade, porque eles estavam com muito ódio. Aí eu fiquei internada na Alemanha, aí eu tive que retornar para o Brasil, acabou o meu dinheiro lá, não conseguia trabalhar, então eu tive que retornar para o Brasil pra usar o SUS aqui. Aqui é onde está a minha família. Bom, aí eu fiquei por aqui, o CAPS tinha sido aberto, e eu fiquei fazendo tratamento aqui, onde eu me encontro até hoje, fazendo tratamento de saúde aqui.

A minha vida lá na Alemanha era muito boa, ganhava muito dinheiro, trabalhava muito. Lá se ganha por hora então eu aproveitei que estava lá pra trabalhar bastante, pra juntar dinheiro pois eu queria comprar um apartamento aqui. Eu vivi a minha vida trabalhando muito, e passado algum tempo eu já não queria mais retornar para o Brasil, falei: vou ficar morando aqui mesmo. E aí então eu programei a minha vida pra morar lá, eu vinha duas vezes por ano no Brasil visitar a minha família, mas eu programei a minha vida pra morar lá. Eu vivi uma vida muito nobre lá, muito boa mesmo lá, até que eu fui para Israel. Eu evangelizava, eu abri uma igreja lá onde não tinha igreja, e foi muito bom tudo pra mim lá. “

Tags: Adulto, Campinas, Caps, Em pé, Hospital, Individual, Meio Corpo, Mulher, PROAC, São Paulo, sorriso, Sudeste, Tomás Cajueiro

Informações

Cidade
Campinas – SP
Data
Abril 2017
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!