Desemprego e terra

Você está aqui:
TODOS
Desemprego e terra



Desemprego e terra

“20 anos atrás encarei de frente o desemprego. Me mandaram embora, sem eu esperar, e ai me peguei com filhos pra criar e desempregada! E agora? Olhei pro chão e pensei que aqui nessa terra dava pra fazer uma horta. Fui lá e busquei a enxada. Eu já tinha morado em sítio antes, então comecei a carpir o terreno e liguei pro meu marido e falei pra ele trazer sementes. Tudo nasceu e aí eu já comecei a vender num mercado, que foi onde eu trabalhei por 20 anos.

Ai me animei, né! Aumentei mais ainda e começou a dar verdura bonita, e eu fui plantando cada vez mais e até que uma hora eu não dei conta do serviço. Meu menino trabalhava em outro lugar a tarde, estudava de manhã, e eu falei que ele tinha que sair do emprego pra ajudar, que já era bastante. Aí não parou mais: foram mercados aqui da região, foram cooperativas, restaurantes e hoje tiro meu sustento e dou trabalho a mais de 15 famílias com a produção de hortaliças orgânicas.

Quando olho pra trás só penso uma coisa: eu devia ter começado antes! Porque no começo foi difícil, a gente não tinha crédito, não tinha como fazer um poço artesiano, fui automatizar a irrigação… não tinha crédito de novo, e aí a gente foi pagando antes de fazer… foi muito difícil. Mas os frutos hoje fazem valer a pena toda essa luta.”

Tags: Adulto, Agricultor, Araçatuba, Corpo Inteiro, Em pé, Individual, Mulher, PROAC, São Paulo, Sudeste, Tomás Cajueiro, trabalhador, Trabalho

Informações

Cidade
Araçatuba – SP
Data
Maio 2017
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!