Hip Hop

Você está aqui:
TODOS
Hip Hop



Hip Hop

“Eu me chamo Mariana Shoen Vitor Lacava, tenho 21 anos, sou poeta, MC e trabalho com articulação cultural e emancipação de pessoas através dos processos de escrita e poesia e rap nacional. Eu atuei com a Casa do Hip Hop durante um tempo, aprendi muita coisa, trabalhei com alguns coletivos, trabalhei com um coletivo de Guarulhos chamado Coletivo Invasão, trabalhei numa ocupação da ONG hip hop mulher em 2015 durante a ocupação do vão livre do MASP, enfim, ‘tô’ na correria de articulação de cultura já desde a minha adolescência. Uns 2 anos atrás eu percebi que já conseguia expressar de forma criativa, no sentido de conteúdo. Eu escrevo desde os 9 anos poesia, eu comecei escrevendo crônicas, e há 7 anos conheci a cultura hip hop e percebi a poesia atrás das letras de rap e comecei a escrever também nessa linguagem marginal, componho o movimento de Slam e Sarau, aqui em Bauru colo junto com o Sarau do Viaduto que é um projeto de emancipação literária através do empréstimo de livros, eles têm uma sede da biblioteca dentro da Casa de Hip Hop, tem a própria Casa que é um espaço de formação livre. Tem a Frente Feminina de Hip Hop de Bauru que tem 4 anos de existência, temos grafiteiras, MCs, tem gestão administrativa da cultura hip-hop.

Isso tudo interliga comigo e com a minha relação com a cidade, de forma que vejo minha evolução como pessoa e como profissional. Antes eu atuava dentro do suporte disso tudo, aí foi uma grande escola mesmo o hip-hop, vai ser pra sempre, me vejo num momento que peguei todo esse conhecimento que eu adquiri e agora consigo emancipar ele através da minha escrita, do meu rap, da minha poesia. Entre isso tudo eu tenho meu projeto pessoal que é com a poesia, atuo nos sarais declamando, vou nos eventos declamar, conversar sobre poesia, etc. Tem também o último projeto recente que eu também comecei a fazer parte da construção é o de um grande poeta da cidade Guilherme Afonso, e ele criou o Selo pra reunir diversos escritores pra lançar seus trabalhos. São projetos que se relacionam com a cidade exatamente dessa forma, trabalhando e chamando pessoas da cidade pra produzir e circular esses trabalhos,, principalmente emancipando os artistas independentes da cidade dentro do recorte do hip hop, da poesia e da literatura.

Então é uma forma de conseguir unificar os artistas porquê só dessa maneira que a gente consegue se emancipar de fato. Nós temos uma página no Facebook que acredito que depois no processo de redigir o depoimento pode estar sendo divulgado, enfim, a gente trabalha com o cineclube, a gente tem um evento multicultural local, o nosso evento é o original multicultural local, é um evento que a gente reúne artes plásticas, audiovisual, artes visuais, escambo, banda, performance e projeção, isso tudo local. São artistas bauruenses que não tem espaço na cena, não tem esse acesso facilitado e a gente convida justamente eles dentro da nossa casa de forma que a gente consiga ter essa troca e poder emancipar os dois lados. esses são os projetos que eu atuo, todos eles tem contato com a cidade, nós todos somos bauruenses, na minha certidão de nascimento ‘tá’ lá que eu nasci no Tatuapé mas eu fiquei em São Paulo até os 4 anos de idade, vim pra Bauru logo que completei 4 anos, minha infância inteira foi no Parque Vista Alegre, Zona Leste de Bauru, minha puberdade foi na Zona Oeste, morei lá até 6 meses atrás e agora eu moro aqui no centro nessa casa, e trabalho com os eventos daqui, as ações daqui, então eu me considero bauruense porquê toda minha formação como ser humano e profissional é toda aqui, circulei algumas cidades do interior do Estado, na capital, em Minas Gerais, mas minha base é Bauru, eu procuro no meu trabalho estar em outros espaços e não ficar só nisso, pra trazer as discussões do externo pra dentro da minha cidade, pra emancipar as pessoas da minha cidade que não tem acesso as informações que vem de fora, então essa é minha relação com a cidade, eu amo Bauru, adoro Bauru.”

Tags: Adulto, Artistas, Bauru, Corpo Inteiro, Em pé, Individual, Jardiel Carvalho, Mulher, Músicos, PROAC, Rua, Sudeste

Informações

Cidade
Bauru - SP
Data
Maio 2017
Fotógrafo
Jardiel Carvalho
Compartilhe com seus amigos!