Infância e praia

Você está aqui:
TODOS
Infância e praia



Infância e praia

“Rosemar Castro de Paula, nascido em Picinguaba em 1966. Eu sou um pescador que já enjoou de pescar em alto mar, é cansativo, muitos dias fora. Hoje eu pesco artesanalmente e faço esse trabalho com os turistas de levar eles nas ilhas, vou levar os turistas pra pescar. Dá muita satisfação mostrar meu território pros turistas. Fiz um curso que me ajudou um pouco, queria fazer até um outro, tenho o certificado e tudo.

Eu sinto saudade do meu tempo de criança, que era tudo diferente, né, meu? a gente só ia de barco pra cidade, depois abriram as estradas, chegou a luz aqui em 75, 78 mais ou menos. Colocaram luz, veio a modernização, começou a mudar a cabeça das pessoas. Hoje a gente tem um pouco mais de mordomia, modernizou tudo, isso foi bom… mas esperamos que pare por aqui, né? não precisa de mais… eu ‘tava’ querendo ver se ganho na Mega-Sena pra ver se coloco uma tirolesa na praia. Só pra ter um pouco mais de atratividade pros turistas que virão, porque vai vir mais turistas pra vila.

O turismo foi uma dessas mudanças boas. Apesar que sufoca a gente um pouco, igual nesse verão, ficamos sufocados aqui, teve muita briga, até a gente com os turistas. Vem todas as qualidades de pessoas, os que prestam e os que não prestam, mas o importante é que ‘tamo’ indo, ‘tamo’ crescendo, ‘tamo’ se unindo mais… já faz a associação há uns 30 anos de moradores de bairro, que não deu certo, mas continua… agora fizemos uma de barqueiro, porquê esse verão sufocou todo mundo… ‘tá’ dando confusão ainda, mas ‘tamo’ junto, discutir todo dia a gente discute um com o outro, é deselegante? é, mas um dia a gente vai chegar, espero que ano que vem a gente esteja mais junto.”

Tags: Adulto, Homem, Individual, Pescador, Praia, PROAC, São Paulo, Sentado, Sudeste, Tomás Cajueiro, Ubatuba

Informações

Cidade
Ubatuba – SP
Data
Março 2017
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!