Inventar soluções

Você está aqui:
TODOS
Inventar soluções



Inventar soluções

“Jorge Inocêncio Alves Júnior, 37 anos, sou daqui de Ubatuba mesmo. Eu tive avós muito que além de serem muito criativos sempre incentivaram a minha criatividade. Então sempre tinha casa de farinha, aquelas engrenagens com cintos, correias e tudo mais que tem na roça. O caiçara tem sua forma de fazer, né? Você tem que ter uma forma natural de fazer ferramentas com o que você tem em volta, falta isso hoje em dia, essa auto suficiência das ideias. Então eu vendo essas coisas, e aqui a gente tem essa situação de produzir muita banana que é muito difícil pra carregar. Difícil mesmo, até brincamos por aqui que se você não gosta do camarada você fala “vai lá carregar banana”. Parte da dificuldade era o transporte e eu sempre gostei de inventar. Foi então que comecei a construir os veículos por questão de necessidade mesmo, você tem um carro que sobe, vai pra roça, não fica no meio do caminho é outra conversa. Hoje em dia tem aí o Land Rover, mas aqui em Ubatumirim tem o Raçudo.

Isso é um hobby, sempre gostei, desde pequeno o meu pai era carpinteiro, então a gente fazia canoa. Ai tem essa coisa dos meus avós também. Tudo isso ajuda na formação, hoje em dia o pessoal ‘tá’ na frente de um videogame, na minha época a gente ficava perto de alguém fazendo alguma coisa. Então no dia-a-dia acabei assimilando muita coisa e coloquei em prática pra ajudar o pessoal daqui porquê eu comecei a ver na minha adolescência como era sofrido uma caminhada de transporte de banana, sendo que podia ter uma condição melhor. Na época foi um amigo meu que deu o chassi, foi dois meses trabalhando e ‘botei’ ele pra rodar. Não tinha freio, o importante era andar, depois frear!

Toda vez que eu saio com ele é uma farra, é gente olhando, gente que fica surpresa quando eu digo que fui eu quem construiu. Já tirei muita gente atolado, caminhão, já puxei caminhão basculante pra subir o morro, já ajudei fazer várias pontes aqui com ele, enfim, muita coisa.”

Tags: Adulto, Casa, Homem, Individual, Meio Corpo, PROAC, São Paulo, Sentado, Sudeste, Tomás Cajueiro, trabalhador, Ubatuba

Informações

Cidade
Ubatuba – SP
Data
Maio 2017
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!