Madeira de lei

Você está aqui:
TODOS
Madeira de lei



Madeira de lei

‘Umburana meu filho, trabalho só com ela mas é difícil de achar que só. A gente aproveita as que já tá morta, entendeu? Se o cabra saber usar é madeira que não da bicho de jeito nenhum ! Tem que tirar a parte branca sabe, deixar só o miolo mesmo. Esses tempos começamos a usar um pouco de fícus, mas é meio ruim porque se dobra sozinho, vai envergando e com o tempo ele pode vir a dar problema.

Rapaz, comecei a mexer com isso em 1977 e hoje além das carrancas faço peixe, faço arara e outros bicho. Comecei foi por curiosidade sai do exercito em 1976 e vi uns meninos fazendo carrancas. Ai achei aquilo legal rapaz: como é que de um pedaço de madeira duro o cabra consegue fazer uma peça dessa ! Uma baita lindeza né. Ai eu peguei conhecimento com ele e pedi pra ele fazer uma pra mim. Demorou viu, ele ficou me enrolando. Mas eu gostei e disse ‘Rapaz, eu vou fazer um bicha dessa.’ e ai comecei. Foi na teimosia mesmo já que quase todo dia eu tava lá pra ver ele trabalhando. Fui observando, vendo com é que ele fazia. A arte tem que ter paixão por ela, se não tiver não tem gosto não. O trabalho não. Eu gostei de mais disso e treinei até que uma hora o dono da oficina chegou viu e me disse ‘Rapaz, tu sabe fazer carranca? Se tu aprender toda produção que fizer eu compro.’ Pronto, ai foi. Ele comprou a primeira, a segunda, a terceira e ai estou até hoje. Ele deixou de comprar mas a gente continuou. 

Uma tempo eu parei também na verdade, fui tentar ser caminhoneiro. Mas aqui vale mais a pena. Caminhão é aquela coisa né, a gente quando é novo é uma coisa, mas quando vamos ficando velho é outra. Temos que ficar mais em casa, criando os neto. Caminhoneiro trabalha muito, mas o que ganha não compensa sabe. Pra trabalhar muito e ganhar pouco, é melhor trabalhar pouco e ganhar pouco mas estando em casa né. Fazendo o que você gosta de fazer.
O que eu mais gosto de fazer mesmo é o peixe. Não sei porque, acho que porque meu signo é de peixe ai identifico mais com peixe.’

Tags: Artistas, Em pé, Escultor Adulto, Homem, Individual, Meio Corpo, Nordeste, Pernambuco, Pescador, Petrolina, Tomás Cajueiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Informações

Cidade
Petrolina - PE
Data
Dezembro 2015
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *