Pobreza da cidade

Você está aqui:
TODOS
Pobreza da cidade



Pobreza da cidade

‘Fiz 77 anos agora dia primeiro de janeiro, todos graças a Deus vividos aqui na minha querida Ivaporunduva. Não gosto de sair daqui, nem no Guarujá que meu filho mora eu num gosto de ir ! Agora ‘tão’ me chamando eu pra lá pra me cuidar de mim, mas eu num gosto! Num quero ir. Sabe, quando saio aqui do quilombo eu não me sinto bem, não fico a vontade! Só os jovens que saem, mas saem porque esses jovens de agora não querem serviço, eles não querem enfrentar a roça que eu enfrentei e ainda enfrento.

Por isso fico um pouco triste, sabe, preocupada com o futuro. Porque quando os velho morrerem os que tão vindo não vão saber o que é um pé de rama, um pé de alface, um pé de nada. Eles não entendem que assim eles vão ser pobres, sabe. Veja só, eu nunca comprei nada, nunca precisei de dinheiro e só vivi com as coisas da roça: arroz, feijão, milho, mandioca e tudo mais que Deus nos dá. Agora esse povo vai pra cidade e lá não planta, lá tem que comprar, mas te pergunto: com qual dinheiro?’

Informações

Cidade
Eldorado - SP
Data
Fevereiro 2017
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!