Saudades de antigamente

Você está aqui:
TODOS
Saudades de antigamente



Saudades de antigamente

“Morei toda vida lá, lá do lado do rio comprido, região que hoje é um reserva natural. Não só eu, toda a família cresceu e viveu por lá. Ai veio o pessoal com essa coisa de ‘reserva natural’ e querem falar que eu ‘tô’ estragando o mato. Falaram lá que eu não podia morar lá onde minha família mora desde sempre. Sabe, quando começou essa coisa da APA [Área de proteção ambiental], nós íamos fazer uma roça pra ver quando vinham ver, ver quando iam fiscalizar. Mas não vinham, quase nunca. Então pegamos confiança e continuamos com nossa vida achando que poderíamos continuar lá. Até que veio um advogado do governo com um processo na mão. Veja se pode , um processo porque eu tinha uma roça pra fazer minha comida. Roça que ‘tá’ lá no lugar da minha família. Hoje sai e vivo aqui, mas se fosse pra poder viver como a gente vivia, de, de plantar pra comer,  eu escolheria viver lá. Sinto falta de quase tudo, sabe: do lugar sossegado, lugar que não tinha aborrecimento de nada, da comida boa, da roça.

Porque nós hoje, não temos a liberdade que tínhamos  antigamente. Nós hoje, que nem eu falo, que é uma palavra ruim mas é, mas é verdade, hoje nós vamos vivendo uma vida igual a um porco no chiqueiro. Vivemos numa prisão. É que nem aqui. Antes era só sair ali pra pescar um peixe, agora tem que andar. Antes fazia minha comida, agora tem que comprar.”

Tags: Artistas, Caiçara, Corpo Inteiro, Em pé, Fandango, Idoso, Iguape, Individual, Jardiel Carvalho, Mar, Músicos, R.U.A Fotocoletivo, São Paulo, Sudeste

Informações

Cidade
Iguape - SP
Data
Março 2017
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!