Servir e proteger

Você está aqui:
TODOS
Servir e proteger



Servir e proteger

“Bruno Lima Medeiros, tenho 42 anos, ‘tô’ na guarda vai fazer 20 anos, desde 99. Eu sempre trabalhei na área de segurança, fiquei 2 anos e meio no exército brasileiro, depois trabalhei na vigilância privada e depois passei no Concurso Público na Guarda. Esses 20 anos foram interessantes, experiências em cima de experiências. Quando eu entrei na Guarda eu trabalhava na viatura padrão, ronda escolar, essas coisas. Com o tempo eu entrei na equipe tática, ‘tô’ nela há 6 anos e encontrei na equipe tática a possibilidade de ajudar as pessoas, que foi o que me motivou a entrar na Guarda. Eu acho que o munícipe ‘tá’ carente de segurança, a gente tem que passar pelo menos a sensação de segurança.

Sabe, infelizmente tem muita gente que acha que o polícia não sente dor, não chora, mas são seres humanos. São gente como todos.  É uma profissão que poucos que escolhem, hoje em dia você ser polícia no Brasil tem que ter muita coragem, pelo índice de criminalidade e pela discriminação de hoje. Hoje parece que se dá mais valor ao lado errado.

Ser guarda numa cidade pequena como Valinhos é interessante porque temos uma relação muito próxima com os munícipes. Já atendi todo tipo de ocorrência. As vezes você aborda a peça e depois de anos aborda ela novamente, fazendo o mesmo delito. Uma ocorrência na qual a gente participou que foi de estupro. Nos deparamos com um veículo dentro de um terreno da Reforma Agrária, quando voltamos ele já estava fugindo. Daí deparamos com o cara evadindo, ele pegou a Anhanguera sentido Vinhedo, o cara passou pelo pedágio e fez a mulher pular do carro a 120km/h. Já pensou! Mas no final obtemos êxito em prendê-lo lá em Vinhedo, por surpresa nossa, esse cara que a gente prendeu lá, a gente já havia prendido ele 5 anos antes pelo mesmo delito. Eu acho que o que ele fez foi uma coisa desumana.

Gostaria de concluir com uma  mensagem pra passar pras pessoas. Que elas podem confiar na gente, principalmente aqui em Valinhos, o que precisarem da gente a gente ‘tá’ aqui pra atender melhor a população, essa é a nossa missão.”

Tags: Adulto, Em pé, Forças de segurança, Guarda Municipal, Homem, Individual, Meio Corpo, Praça, PROAC, São Paulo, Sudeste, Tomás Cajueiro, Valinhenses, Valinhos

Informações

Cidade
Valinhos - SP
Data
Março 2017
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!