Vida do Japão

Você está aqui:
TODOS
Vida do Japão



Vida do Japão

‘Tenho 88 anos vividos em parte aqui em Registro. Deixa eu explicar porque. Nasci aqui, mas quando completei meus 12 anos não tinha mais escola então fui sozinho pra São Paulo pra estudar, porque na filosofia dos meus pais os filhos tinham que estudar. ‘Pra ser lavrador basta nós. Vocês tem que estudar, não pode ficar lavrador não’, eles diziam. Lavrador sofre feito num sei o que, as coisas não dependem só dele, depende muito das temperes da natureza com chuva e tal. Já pensou, você faz uma plantação e na hora da colheita vem uma enchente e acaba com tudo. Por isso fui estudar lá em São Paulo, onde fiz o ginásio do colégio paulistano depois de ter superado o exame de admissão. Depois fiz o ginásio e mudei pra Campinas fazer a faculdade de Odontologia na PUCC. Mas quando me formei fiquei num dilema, dilema e gente pobre né: como fazer pra viver com o trabalho do meu estudo ? Gente pobre é assim né, não dá pra ficar sem trabalhar e então prestei o concurso público pra trabalhar no Governo do Estado e voltei pra minha Registro.

Tem aquele ditado ‘Em terra de cego o caolho é rei’, sabe ? Quando voltei pra cá foi assim, tinha uma experiência diferente já que na faculdade tive contato com o centro acadêmico e então tinha alguma noção de como funcionava um clube ou uma associação. Então com um grupo de amigos organizamos uma nova associação japonesa. Digo nova porque antes da guerra já tinha uma, mas ela foi eliminada por causa da guerra. E essa associação até hoje é um dos principais aqui do Vale do Ribeira até hoje. É pra mim uma alegria muito grande, uma satisfação muito grande, contribuir para que a cultura do meu povo não se perca. Contribuir, mesmo que só um pouco, para que possamos continuar mantendo vivo Japão aqui no Brasil.’

Tags: Aposentado, Familia, Hideo, Homem, Idoso, Individual, PROAC, Registro, São Paulo, Sudeste, Tomás Cajueiro

Informações

Cidade
Registro - SP
Data
Registro - SP
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!