Vida na estrada

Você está aqui:
TODOS
Vida na estrada



Vida na estrada

“Sou Maria José Ferreira dos Santos, 63 anos. Olha, se eu fosse homem eu seria caminhoneiro, pra ficar na estrada, sempre na estrada. Esse sentimento de movimento sempre me perseguiu! Quando eu trabalhava nas casas de família eu nunca quis ter carteira registrada, porque se o patrão me olhasse torto, eu já falava tchau. Voltava pro mundo. Sempre tive sede de conhecer, de viver! Às vezes me perguntam se ser mulher dificultou isso. Respondo que não! Eu na verdade nunca parei pra pensar. Eu simplesmente era assim.

A única coisa que me fez parar foi quando encontrei aqui nesse assentamento a luta pela terra. Se eu soubesse que aqui é tão bom, eu teria vindo muito antes pra luta pela terra. Cheguei por uma vizinha minha, que faz mais de 30 anos que a gente se conhece, e trabalhávamos juntas lá no restaurante em Mogi-Mirim. Eu trabalhava na cozinha, ela trabalhava no salão, então ela tinham mais contato com o público e conheceu o pessoal que ia vir pra Bauru, pra pegar a terra. Daí começou, eles vieram e como fazia não sei quantos anos que a gente se conhecia e tudo, eles vieram em 2003 e depois, logo em 2004, eu vim. Hoje, quando olho para trás, vejo que eu sempre trabalhei, nunca sobrou dinheiro, mas também nunca passei fome, graças a Deus. Sempre vivendo um dia de cada vez.”

Tags: Agricultor, Bauru, Em pé, MST, Mulher, PROAC, Rosto, São Paulo, Sudeste, Tomás Cajueiri

Informações

Cidade
Bauru – SP
Data
Maio 2017
Fotógrafo
Tomás Cajueiro
Compartilhe com seus amigos!