Caps

Você está aqui:
TODOS
Doença incurável 23set

Doença incurável

“Sou Sandra, tenho 58 anos. Já passei por quase todos hospitais aqui em Campinas. Todos, e o que eu encontrei o tratamento melhor, que é mais liberto, mais livre, mais higiênico, que dá liberdade de falar, de pensar, de agir também, seja a forma que for foi aqui no caps David Capistrano. No outro lado
...continue lendo

A depressão 20set

A depressão

“Sou Lucimara Lessi, 46 anos. Já tem 9 anos que eu faço tratamento de depressão. Eu fazia particular, trabalhando, até que eu fui afastada do trabalho por causa da depressão, aí eu não pude mais voltar a trabalhar, a empresa não me aceitou mais. Aí eu fiquei sem receber, tô na justiça pra poder me
...continue lendo

Música guia 14set

Música guia

“Estou aqui para tratar de um transtorno bipolar. Faz um tempo, se eu não me engano fazem uns 3 anos porque eu estava num outro CAPS lá no Taquaral, aí eu parei de tomar os remédios e voltou tudo de novo. Foi quando minha mãe me trouxe até aqui e eu comecei a fazer o
...continue lendo

Minha vida 11set

Minha vida

“Sou José Paulino Reis, 59 anos, estou aqui no CAPS desde outubro de 2006. O dia a dia meu aqui hoje é muito gostoso, mas quando eu comecei aqui era muito perturbado, eu não tinha assim, vontade de viver mais. Tentei tirar a minha vida, a primeira vez foi com remédios. Comecei com tratamento em
...continue lendo

Exemplo da mãe 05set

Exemplo da mãe

“Talita de Melo Luiz, 29 anos. Entrei no CAPS no final de novembro do ano passado, entrei numa vaga provisória pra uma licença maternidade sem nunca ter trabalhado no CAPS antes. Mas foi algo que busquei, sabe. Fiquei quatro meses fazendo vários processos, tentando, tentando, e sofrendo, não conseguia. Foi uma luta, até que um
...continue lendo

Comida boa 01set

Comida boa

“Eu moro sozinho, a minha irmã tem uma casa, e eu tenho, a minha mãe deu três cômodos no fundo pra mim morar. Lá eu só faço o meu café, e pago a pensão pra minha irmã, aí eu como, todo dia ela dá pensão pra mim, almoço e janta, mas eu gosto da comida
...continue lendo

Nova vida 01ago

Nova vida

“Tem cinco meses e meio que tenho vindo aqui no CAPS. Vim muito porque eu briguei com minha família, sabe, aí meu padrasto me mandou embora de casa, entendeu? Eu tive uma confusão com ele, aí eu vim parar aqui. Eu já tive as minhas dificuldades, por causa do decorrer da droga, que eu fumava
...continue lendo

Nove idiomas 29jul

Nove idiomas

“Eu sou aposentado, mas não consigo ficar parado, então eu estudo muito. Eu estudo nove idiomas. Gosto de línguas, todas as nove que eu estudo eu gosto. Eu estudo inglês, francês, espanhol, italiano, japonês, turco, romeno, italiano, espanhol, inglês.”

Palmeiras 21jul

Palmeiras

“Gosto de jogar bola. Gosto do melhor time do país, o Palmeiras.”

Jesus e remédio 17jul

Jesus e remédio

“Estou me cuidando aqui no CAPS porque eu tentei tirar minha própria vida. Hoje eu tenho esse olho cheio de alegria, mas já sofri com uma depressão profunda. Foi um caso estranho. Eu simplesmente perdi a voz, aqui no CAPS eu não falava. Eu não falava, não consegui me comunicar com ninguém. Foi o gatilho
...continue lendo

CAPS da vida 12jul

CAPS da vida

“Eu frequento o caps, eu faço tratamento de saúde aqui, de saúde mental. Me chamo Maria Elisabete Aguiar e tenho 47 anos. Antes eu morava em Munique. Aí eu trabalhava na Alemanha e também sou Missionária Pastora e por isso um dia eu fui para Israel, fui fazer um trabalho missionário lá. Aí tentaram me
...continue lendo

Saudade doente 06jul

Saudade doente

“Cristiano Pereira Mota, 44 anos hoje frequento aqui o Caps. Isso devido os problemas que eu tive no passado, passei muito nervoso, sabe? Aí deu esquizofrenia e eu venho tratando aqui no caps desde 2013. O que causou isso foi uma depressão que deu em mim logo em seguida que meu pai morreu. Ficou difícil
...continue lendo