Homem

Você está aqui:
TODOS
Vida no campo 07nov

Vida no campo

“Eu sou Jair e vim de Mogi Guaçu em 2003, a gente costuma dizer que aqui é Bauru. Rapaz, o sofrimento foi grande, na época eu deixei meu emprego em rumo ao desconhecido. Toda vida eu trabalhei no campo, única carteira registrada que eu tive foi rural, agora eu quero ver se consigo me aposentar,
...continue lendo

Inventar meu pai 06nov

Inventar meu pai

“Sou Emanuel, tenho 8 anos. Gosto das invenções do meu pai, gosto do carro grandão que ele fez. Acho legal, eu também quero ser um inventor.”

Preconceito 04nov

Preconceito

“Prudente é uma cidade muito boa, tem trabalho, segurança, lugares legais. Mas se tivesse que escolher uma coisa ruim é o preconceito. Meio velado, mas existe muito! Sabe aquelas piadinhas que ouvimos na rua? Mas em particular eu não ligo, acho que por isso eu não arrumei briga, eu fico na minha… é melhor ignorar.
...continue lendo

Luta difícil 04nov

Luta difícil

“Meu nome é Antônio José Rodrigues, conhecido como Antônio da Ave-Maria, tenho 71 anos, 14/07/1945. Quando eu entrei na terra eu tinha 53, então quando a gente chegou aqui a gente chegou em 2003, dentro dessa área aqui tem 5196 hectares. Quando a gente entrou era tudo cheio de eucalipto, aí foram cortando eucalipto e
...continue lendo

Desenho e grafite 03nov

Desenho e grafite

“Sérgio de Campos Oliveira, 31 anos, desenhista, artista visual, artista do grafite também… minha ligação com a arte ‘tá’ desde pequeno, desde os 10 anos já venho desenhando, autodidata. Me descobri no desenho aos 15 anos, já tinha em mente o que eu queria fazer, conversando com a minha mãe eu perguntei se a profissão
...continue lendo

Trabalho aposentado 03nov

Trabalho aposentado

“Joaquim José dos Santos Neto, ‘tô’ com 65 anos e depois de aposentado comecei um desafio em um mundo novo: o mundo da areia. Eu não mexia com esse ramo aqui, eu fui funcionário do Banco do Brasil até 96, lá no Mato Grosso do Sul, lá eu pescava todo sábado. Era bom demais, ficava
...continue lendo

Vida na laranja 02nov

Vida na laranja

“Venho de uma família humilde, de trabalhadores rurais. Eu e meu irmão fizemos o máximo pra ajudar nossos pais. Eles tocavam roça, mexia com lavoura de grãos e também tirava leite. Desde pequeno eu acordava muito cedo pra ajudar eles. Lembro da mãe contar pra gente que quando era pequena apanhava algodão na região de
...continue lendo

Trabalho nas ruas 01nov

Trabalho nas ruas

“Aparecido Cardoso, vou fazer 61 anos agora em outubro. essa atividade é uma atividade que praticamente eu trabalhei em várias empresas em São Paulo e até agora não pude pagar o restante pra completar o INSS, eu queria pagar de uma vez mas não pude pagar, o meu serviço na minha cidade não existe mais,
...continue lendo

Fotografia e Capão 31out

Fotografia e Capão

“Meu nome é Anderson, Anderson Vieira, tenho 28 anos, sou conhecido como Tom, apelido de família, desde pivete me chamam assim. Moro no Capão há uns 15 anos, sou de Vitória da Conquista, na Bahia, vim pra cá com 2 anos, aquela famosa história da família que vem tentar a sorte na terra da oportunidade.
...continue lendo

Vida nos cavalos 30out

Vida nos cavalos

“A paixão pelos cavalos veio do meu pai, ele sempre foi gerente de fazenda. Aí meu irmão começou trabalhar na fazenda vizinha, montou o haras e depois foi trabalhar em outro haras mais antigo. Lé ele foi contratado e depois de um tempo, quando eu tinha 13 anos, me chamaram. Nunca tinha imaginado que eu
...continue lendo

Estradas da vida 27out

Estradas da vida

“Joaquim Roberto Simões, tenho 51 anos, já ‘tô’ aqui na parte da cana já há uns 17 anos, eu vivi muito tempo na estrada, 22 anos na estrada, depois passei pra cá. Claro, ainda sou caminhoneiro, mas ser caminhoneiro aqui é uma rotina diferente do que tinha antes. Foi tudo meio de repente, com esse
...continue lendo

Trabalhar e trabalhar 27out

Trabalhar e trabalhar

“Antônio Francisco, 71 anos. 27 aqui na Asten, entrei aqui em 1990. Eu sou de Campinas, moro lá. Eu vim aqui, fiz um teste, fui aprovado e comecei. Comecei com a ferramentaria mesmo, aqui eu ‘tô’ há 27 anos. Tem que trabalhar, né! Eu gosto do que eu faço, certo, todos esses anos sempre na
...continue lendo

Projeto Tamar 26out

Projeto Tamar

“Tenho 43 anos, 19 aqui em São Paulo. Eu trabalho no Tamar há 28 anos já. Na verdade, a história começou porquê lá no Espírito Santo, eles consertavam os carros do Tamar na oficina do meu pai, então eu já trabalhava com o meu pai de ajudante de mecânico, só que eu não queria ser
...continue lendo

Vida no Café 25out

Vida no Café

“Vivi todos meus anos no mundo do café. Da infância até hoje. Fico feliz, muito feliz, quando olho para trás e vejo tudo que vivi.”

Aprendi com meus pais 23out

Aprendi com meus pais

“Vinturante Manuel de Assunção, 62 anos. Aprendi a fazer isso aqui com o meu pai, com a minha mãe. Aprendi assim, vendo eles fazerem. Porquê eles faziam e a gente ia ajudar, e naquilo que a gente foi ajudando, aprendi. Por isso fico muito feliz em poder fazer oficinas. Aqui foi muito bom. Eu me
...continue lendo

Infância e praia 22out

Infância e praia

“Rosemar Castro de Paula, nascido em Picinguaba em 1966. Eu sou um pescador que já enjoou de pescar em alto mar, é cansativo, muitos dias fora. Hoje eu pesco artesanalmente e faço esse trabalho com os turistas de levar eles nas ilhas, vou levar os turistas pra pescar. Dá muita satisfação mostrar meu território pros
...continue lendo

Livro da vida 20out

Livro da vida

“Sou Justiliano Marcos Nunes Duarte, 39 anos. Minha vida é um livro cuja história mais bonita foi quando eu tive minha mulher, meus filhos. Quando eu arrumei uma profissão, uma profissão bacana, sou chefe de cozinha, trabalho com comida de 4 países diferentes, faço comida brasileira, chinesa, japonesa, italiana. A história mais difícil foi quando
...continue lendo

Ele e eu 19out

Ele e eu

“Meu nome é Maria Moreira Barbosa, 77 anos. Quando eu fui buscar ele, ele é meu sobrinho, ele tinha 5 anos e tinha muitos problemas que a família não tinha como resolver, né. Aí eu fui buscar ele pra fazer o tratamento. Ele veio, ficou comigo, a gente fez os tratamentos que precisava, aí foi
...continue lendo

Rua de São Paulo 19out

Rua de São Paulo

“Sou Reginaldo Andrade dos Santos, 38 anos. Eu sou agente de segurança privada, aconteceu que vim pra São Paulo do Paraná e fiquei desempregado. Agora já fiz os treinamentos novamente pra poder voltar a trabalhar. No mês de junho eu vou pegar meu dinheiro e fazer a reciclagem de vigilante e voltar pro meu serviço.
...continue lendo

Melhor trabalho 18out

Melhor trabalho

“Meu nome é Elisama Carol da Silva, tenho 19 anos, nasci em Ribeirão Preto e desde então vivo aqui. eu era voluntária de uma ONG, hoje ela já não existe mais, eu era secretária e auxiliar de pedagoga… nesse dia que eu e o Moisés nos encontramos foi numa festa de comemoração pro dia das
...continue lendo