Pescador

Você está aqui:
TODOS
Mudar a vida 09nov

Mudar a vida

“Jonathan Carvalho Monteiro, 22 anos e desde os 18 ‘trampando’ aqui na limpeza dos peixes. Sabe, quando comecei nesse mundo do pescado minha vontade mesmo era pescar. Sabe, aquela da aventura, de estar ali lutando contra o mar e superando desafios. Mas ai a vida vai passando e vamos perdendo as ilusões né. Hoje, que
...continue lendo

Paraisópolis do bem 28out

Paraisópolis do bem

“Joildo Barreto dos Santos, tenho 31 anos. Então, eu nasci numa cidade chamada Ituberá, lá no Sul da Bahia, uma cidade que tem cachoeira, que tem praia, é uma cidade no litoral baiano bastante quente, e lá é o segundo maior produtor de guaraná do Brasil, então a empresa lá emprega muita gente local nessa
...continue lendo

Meu lugar 28out

Meu lugar

“Meu nome é Juan Carlos de Almeida Souza, tenho 28 anos, sou nascido aqui em Araçatuba, filho do João Henrique de Souza. Graças a Deus eu tive o privilégio de conhecer esse lugar maravilhoso que é a Prainha, é um lugar maravilhoso pra quem gosta da natureza. Antes disso eu era pedreiro, eu tomava conta
...continue lendo

Infância e praia 22out

Infância e praia

“Rosemar Castro de Paula, nascido em Picinguaba em 1966. Eu sou um pescador que já enjoou de pescar em alto mar, é cansativo, muitos dias fora. Hoje eu pesco artesanalmente e faço esse trabalho com os turistas de levar eles nas ilhas, vou levar os turistas pra pescar. Dá muita satisfação mostrar meu território pros
...continue lendo

Vida de ontem 17out

Vida de ontem

“O meu nome é Benedito Correa, nasci em 21 de outubro, tenho 84 anos, morador de Picinguaba. Meu avô foi o primeiro homem que levantou isso aqui, ele e mais 4 famílias, naquele tempo que você não tinha ganância de terra, você chegava e dizia “seu João, posso fazer uma casinha?”. Se deixasse você fazia.
...continue lendo

Beira do Rio 16out

Beira do Rio

“Damião Ferreira Lima, 43 anos, aqui no rio no Tietê gosto muito de pescar, trabalho de vigilante aqui no porco, aqui tem muita riqueza que o homem ‘tá’ destruindo, muita poluição, aqui é muito rico em natureza… eu vivo a natureza aqui em Araçatuba, sou nascido e criado aqui. Eu era pescador né, vinha pescar
...continue lendo

Rio Tietê 15out

Rio Tietê

“Meu nome é Otair Fantinatti, tenho 41 anos. Trabalho com a extração de areia, né, manutenção de embarcações. Já fui fabricante de embarcação e agora eu mexo com essa parte da extração de areia já tem uns 4 anos isso. O rio Tietê eu conheço daqui até São Paulo, desde 2012 eu trabalho dentro do
...continue lendo

Minha vida na pesca 12out

Minha vida na pesca

“Meu nome inteiro é Igor de Souza, minha idade é 37 anos. Trabalho na pesca desde muito menino, sempre foi minha grande paixão. Sempre gostei muito ! Hoje em dia não vou dizer pra você que não gosto, porquê ainda faço um pouco, mas faço menos, muito menos do que antes. Antes eu era solteiro,
...continue lendo

Normal do Tiete 08out

Normal do Tiete

“Ninguém ia acreditar que pesquei esse peixe aqui nessa altura do Tiete, isso é espécie que tem la pros lados do pantanal. Aqui não é normal.”

Quebrar tabus 27set

Quebrar tabus

“Me sinto um quebrador de tabus aqui no meu trabalho. Quebrando tabus, no sentido assim, no barco se ouve muito assim ‘ah mas sempre foi assim, não dá pra mudar’. Eu não penso assim. Dá pra melhorar? ‘Vamo’ melhorar. O exemplo que eu ia dar é bobo, mas esse barco aqui não tem alternador pra
...continue lendo

Ser feliz 04set

Ser feliz

“Meu nome é João Henrique de Souza, sou do Estado de São Paulo, vim pro interior com 25 anos e chegando aqui eu fui trabalhar de cortador de cana. Logo de cara já achei emprego, mas porque eu aceitava o que aparecesse: bombeador de boi, fiz uns serviços como pedreiro, encanador, eletricista. Uma hora decidi
...continue lendo

Minha cidade 13ago

Minha cidade

“Sou nascido dia doze de fevereiro de mil novecentos e cinquenta e um. Isso foi a 66 anos ! Nasci e cresci aqui na minha amanda Araçatuba. Minha terra é essa. Nasci aqui, me criei aqui e já viajei com muita boiada aqui. Tenho um orgulho enorme aqui da minha terra. Acho que o motivo
...continue lendo

Cultura Caiçara 29jul

Cultura Caiçara

“Meu nome é Mário Ricardo Oliveira, mais conhecido como Mário Gato aqui na região, eu tenho 41 anos, moro aqui mesmo no Ubatumirim. A cultura caiçara já vem inserida em nossa alma. A gente vive, os nossos antigos já viviam a cultura caiçara, meus pais, meus avós, nas pescas, nas folias. Então isso já ‘tá’
...continue lendo

Adeus roça 20jul

Adeus roça

“Jaime Florindo de Souza, um jovem de 58 anos que pesca desde os 16! Posso ser sincero? Comecei a pescar pra fugir da roça mesmo! Meus pais e minha família trabalhavam na roça mas como eu nunca gostei muito da roça, não tive outra opção, resolvi ir pescar. Quer saber mais? O que me expulsou
...continue lendo

Vida na pesca 01jul

Vida na pesca

“Meu nome é Waldyr Alvin Correia, tenho 59 anos. Trabalho na pesca desde os 8 anos, mas na pesca de alto mar eu trabalho desde 14 anos. Deixa eu pensar, já fazem então 46 anos que eu ‘tô’ na pesca em alto mar, como mestre de barco eu já ‘tô’ há 25 anos. Se eu
...continue lendo

Vida da esperança 24jun

Vida da esperança

“Ah, cara, o que fascina no mundo da pesca é a esperança. Sabe, aquela esperança de você ir lá e pegar um peixe. É bonito como o pescador vive de esperança, né? A gente joga a rede lá e fica esperando… aquela ansiedade, isso que me fascina.”

Cultura da vida 20jun

Cultura da vida

“Sou Manoel Santinho dos Santos, nesse mundo desde 1970. Também desde muito pequeno sou pescador. Ai as pessoas me perguntam de onde vem meu amor pela pesca? Eu só penso: como não ser apaixonado por algo que faz parte da sua vida desde sempre. De algo que é parte da nossa cultura, né? Algo que
...continue lendo

Recado da pesca 04jun

Recado da pesca

“Tem um pensamento que carrego comigo que é o seguinte: ‘Deus deu pra todo mundo aí o homem veio e fez esse monte de lei pra ficar pra poucos’. Sabe, empecilhos no meio, pra que a pessoa queira aceitar, acatar as ordens deles. Mas sei lá, tudo errado na verdade. Olha a situação da pesca.
...continue lendo

Ser da capoeira 03jun

Ser da capoeira

“Comecei na capoeira quando eu tinha uns 20 anos, 21, foi na época que eu fiz o curso de marinheiro. Conheci a capoeira aqui mesmo na comunidade, Picinguaba, através de grupo chamado Ginga Caiçara, que hoje já não existe mais. Em 2007, por ‘tá’ conhecendo São Paulo, recebi uma proposta interessante do Carrefour e acabei
...continue lendo

Peixe que sonha 30mai

Peixe que sonha

“A pesca pra mim significa tudo. Eu gosto, em geral a família toda gosta da pesca, a nossa história ‘tá’ aí sendo caiçara, nascemos e fomos todos criados aqui, então se tirar isso daí da gente é um peixe fora d’água, com certeza. Meu maior sonho é fruto dessa minha história: tenho um sonho de
...continue lendo