Rua

Você está aqui:
TODOS
Futebol Paraisópolis 25set

Futebol Paraisópolis

“Bruno Melo da Silva, 30 anos. Eu nasci aqui em São Paulo, Paraisópolis mesmo. Minha infância, pra ser bem sincero mesmo, era a época mais gostosa, não tinha toda essa tecnologia, meus pais eram caseiros aqui da escola, a gente vivia lá jogando bola o dia inteiro, fazendo arte pela escola, andando pelos telhados. Aqui
...continue lendo

Nenhum sonho novo 22set

Nenhum sonho novo

“Antônio Carlos Santos, 66 anos, de Serrana. Só que nunca morei lá, com quase 1 ano a gente mudou pra Ribeirão Preto e aqui fiquei, aqui vivi. A descendência da minha mãe é chinês, um pouco de italiano e português. O meu pai é da Bahia, os dois chegaram a morar na Fazenda ali da
...continue lendo

Minha vida na rua 20set

Minha vida na rua

“Sou José Roberto Fernandes, de 16/05/1966. Estou na rua a 12 anos, cheguei aqui depois de uma separação um pouco traumática. Eu era amasiado, tenho 3 filhos, sou avô e ‘tô’ há 12 anos na rua porquê não consegui mais trabalho, sou eletricista, depois que eu caí na rua e não tinha endereço fixo, as
...continue lendo

Sonho em Ribeirão 19set

Sonho em Ribeirão

“Eu sou do interior do Estado de Goiás, uma cidade chamada Ouvidor e aí a família da minha mãe veio pra cá, meu pai acabou conhecendo ela aqui. Assim as coisas mudaram,né. Eles foram pra lá onde eu nasci mas acabaram escolhendo ribeirão como cidade pra vive. Por isso eu ‘tô’ aqui desde que eu
...continue lendo

A minha luta 04set

A minha luta

“Sou Paula Blanco, tenho 38 anos, sou moradora do Capão há 36 anos e nunca saí daqui. Minha infância aqui no bairro foi muito tranquila, se passou praticamente dentro de um condomínio, então eu acabei não sofrendo muito a influência do que era uma convivência na rua, ou até de assistir a violência que se
...continue lendo

O meu sonho 30ago

O meu sonho

“Sou da Paraíba, João Pessoa. Tenho 48 anos. É o seguinte, eu separei da minha esposa no começo do ano, agora eu passei por albergue também aqui na Barra Funda, já fui morador de rua 4 meses, agora ‘tô’ numa ocupação, graças a Deus ‘tá’ melhor que na rua. A diferença é pouca, pelo menos
...continue lendo

Lembranças de Valinhos 25ago

Lembranças de Valinhos

“Eu nasci em 1962 e tenho muitas lembranças da Rua Sete de Setembro, principalmente dos carnavais, desfilei desde os 10 anos de idade na Águias da Avenida. Já com o futebol, joguei só no Rigesa, onde ganhei vários campeonatos, jogava de centroavante e tinha muita rivalidade aqui na cidade. Infelizmente Valinhos preservou pouco sua história
...continue lendo

Música em Bauru 24ago

Música em Bauru

“Eu sou Marcela Fernandes, tenho 35 anos, sou professora de arte em Bauru e sou maranhense de São Luís. ‘Tô’ aqui há 7 anos, vim pra estudar música, me formei em música aqui em Bauru mesmo já tendo uma formação em Artes Visuais lá no Maranhão. Me formei em música, sempre trabalhei com arte, com
...continue lendo

Rua sem família 22ago

Rua sem família

“Meu nome é Luciano Andrade Teixeira, tenho 37 anos, nasci no Estado de São Paulo mas muito pequeno fui pra Salvador e voltei pra São Paulo com 18 anos. Devido a ser uma pessoa criada na praia, naquele ritmo de Salvador, tinha poucos amigos quando eu cheguei aqui em São Paulo. Aqui era mais uma
...continue lendo

Hip hop digital 21ago

Hip hop digital

“Meu nome é Gabriel, tenho 20 anos, sou do Movimento Hip-Hop, faço rap, sou do grupo Dilema. ‘Tô’ no movimento desde 2009, comecei no freestyle e em 2011 eu formei o Dilema, a gente vende CD de mão em mão e assim já foram mais de 3 mil CDs vendidos. A gente trabalha também nessa
...continue lendo

Minha Araçatuba 20ago

Minha Araçatuba

“Meu nome é Leonardo Matheus Balsalubre Barbosa Sales, tenho 21 anos, sou nascido aqui mesmo, eu sou estudante de jornalismo, ‘tô’ no último ano e sou uma pessoa que sou amante de Araçatuba. Agradeço a Deus por ter nascido aqui, é um sentimento de paixão pela cidade que eu moro, é uma coisa muito legal
...continue lendo

Povo da rua 19ago

Povo da rua

“Meu nome é Wilson, tenho 39 anos. Então, eu ‘tô’ atrás do serviço já faz tempo, minha área é ajudante de cozinha, fui conversar com o Padre Luís e arrumei um serviço, mas a empresa não me pegou porquê eu sou gay, né? Você acredita que eles falaram u que “não pega esse tipo de
...continue lendo

Viver sonhos 18ago

Viver sonhos

“Meu nome é Nara Ousana Nogueira, tenho 44 anos nasci em Guaíra, eu vim pra Ribeirão criança, eu tinha 8 anos de idade. Antes porém morei em Brasília e de Brasília eu vim pra cá criança. Me sinto ribeirão pretana, foi aqui que me casei, foi aqui que tive meu filho, hoje com 20 anos
...continue lendo

Desafios da rua 15ago

Desafios da rua

“Meu sobrenome é Felipe, meu nome é José Felipe, tenho 24 anos, moro em São Paulo, ‘tô’ na rua, moro na rua desde os meus 9 anos de idade, porém é o seguinte, não gosto de ficar na rua, mas eu gosto. O que eu não gosto da rua é a maneira que eu vivo,
...continue lendo

Cultura Popular 12ago

Cultura Popular

“No ano 2000 eu comecei a conhecer a questão da cultura popular. Essa caminhada de uns dezessete anos pela cultura tem sido muito boa. Conheci muitas coisas, fui pra muitos lugares. Ainda mais porque eu permeio no meio da cultura, quando dos Urucungos, quando da Capoeira, quando do Jongo. Eu não sou assim, de uma cultura. A
...continue lendo

Equipe Teatro 10ago

Equipe Teatro

“Sou Jeferson Fernandes Menino, 26 anos. Sou aqui de Pradópolis e vivo aqui em Ribeirão desde que eu estudava teatro. A gente se formou e abriu uma Companhia de estátua viva, eu, o Marcos, a Carol e a Ana e a gente apresenta aqui no calçadão, a gente gosta de fazer coletivamente porquê a gente faz algumas
...continue lendo

Hip Hop 10ago

Hip Hop

“Eu me chamo Mariana Shoen Vitor Lacava, tenho 21 anos, sou poeta, MC e trabalho com articulação cultural e emancipação de pessoas através dos processos de escrita e poesia e rap nacional. Eu atuei com a Casa do Hip Hop durante um tempo, aprendi muita coisa, trabalhei com alguns coletivos, trabalhei com um coletivo de Guarulhos chamado Coletivo
...continue lendo

Quilombola lutador 08ago

Quilombola lutador

“Eu sou de 55! Do tempo em que não tinha nem estrada passando aqui perto do Quilombo. Isso aconteceu só em 1968, quando eu tinha 13 anos! É curioso, porque com a chegada da estrada, chegou a legislação! Quer dizer: Tinha lei, mas o pessoal aqui não sabia! Não tinha revista, não tinha jornal, não
...continue lendo

Radinho na rua 05ago

Radinho na rua

“Cresci em um orfanato, não tenho família, mas muitas pessoas já me ajudaram. No meu radinho eu escuto música, e penso que eu só precisava conhecer alguém que me levasse pra um estúdio, e me apresentasse pra um produtor, por que eu seria o maior artista do Brasil, só precisava de uma oportunidade. Eu queria
...continue lendo

Artista de rua 04ago

Artista de rua

“Meu nome é Ana Beatriz Calado de Oliveira, minha idade é 20 anos. Eu sou daqui de Ribeirão Preto mesmo. Comecei a fazer teatro com 9 anos, aí eu fui me formar em teatro quando eu saí do 3º colegial, foi quando eu conheci o pessoal. Depois o eles fundaram a Companhia e como eu
...continue lendo