Tomás Cajueiro

Você está aqui:
TODOS
Números 25set

Números

“Sou Bruna de Oliveira Rego, 24 anos. ‘Tô’ aqui nesse trabalho há 10 meses. Eu trabalhava numa empresa só de faturamento, o trabalho englobava um pouco mais de funções. Mas com a crise me dispensaram e fiquei 1 ano desempregada e aí surgiu oportunidade aqui na Asten. Sabe o que me fascina no meu trabalho?
...continue lendo

Doença incurável 23set

Doença incurável

“Sou Sandra, tenho 58 anos. Já passei por quase todos hospitais aqui em Campinas. Todos, e o que eu encontrei o tratamento melhor, que é mais liberto, mais livre, mais higiênico, que dá liberdade de falar, de pensar, de agir também, seja a forma que for foi aqui no caps David Capistrano. No outro lado
...continue lendo

Leite da vida 22set

Leite da vida

“Meu nome é Tales Afonso Ferrari Ribeiro, tenho 20 anos, sou estudante de veterinária. Minha relação com os animais, sobretudo com a pecuária, vem da infância. Antes até de vir aqui pra fazenda, eu já andava com o meu pai quando ele era vendedor, sempre no meio do sítio, sempre gostei de animais e de
...continue lendo

Experiências da vida 21set

Experiências da vida

“Vivi uma experiência curiosa com fotografia esses tempos atrás. Eu ‘tava’ andando na 13 de Maio em Campinas e daí chegou em mim um fotógrafo e perguntou se podia fazer uma sessão de fotos, para um trabalho que, basicamente, era um projeto que buscava pessoas que não entravam tanto no ‘padrão tradicional da personalidade campineira’.
...continue lendo

A depressão 20set

A depressão

“Sou Lucimara Lessi, 46 anos. Já tem 9 anos que eu faço tratamento de depressão. Eu fazia particular, trabalhando, até que eu fui afastada do trabalho por causa da depressão, aí eu não pude mais voltar a trabalhar, a empresa não me aceitou mais. Aí eu fiquei sem receber, tô na justiça pra poder me
...continue lendo

Sossego em casa 19set

Sossego em casa

“Vivo um período da minha vida que eu quero mais é sossego. Só sossego, o resto deixo pra segundo lugar.”

Sonho em Ribeirão 19set

Sonho em Ribeirão

“Eu sou do interior do Estado de Goiás, uma cidade chamada Ouvidor e aí a família da minha mãe veio pra cá, meu pai acabou conhecendo ela aqui. Assim as coisas mudaram,né. Eles foram pra lá onde eu nasci mas acabaram escolhendo ribeirão como cidade pra vive. Por isso eu ‘tô’ aqui desde que eu
...continue lendo

Macaquinho de Bauru 18set

Macaquinho de Bauru

“Trabalho de conscientização em relação a importância da Ecologia. É um trabalho importante e por isso esse projeto de sensibilização. porquê ele interfere diretamente na questão da saúde pública, na questão ambiental e na educação. Envolve nosso dia a dia. É um projeto que pode ser desenvolvido com escolas, empresas. Eu mesmo gosto das escolas.
...continue lendo

Nova laranja 18set

Nova laranja

“Me chamo Edson César Zeulle, 56 anos. Faz um ano que trabalho aqui com Laranja. Antes, eu era vendedor de trator, nós tivemos essa crise e a coisa ficou difícil. A cobrança é grande nas vendas, se não vender… Você sabe. Além disso, aqui é uma coisa gostosa trabalhar, trabalho com pessoas boas. Aqui encontrei
...continue lendo

Mãe exemplar 16set

Mãe exemplar

“Me chamo Aparecida das Graças Votolino de Souza, eu vou fazer 60 anos. Quarenta anos aqui nessa propriedade. Eu procuro ser uma mãe exemplar, uma mãe espelho, procuro colocar na família aquilo que eu tenho à base de vida, ao longo da vida. Eu procuro ouvir mais e falar menos, pra gente conviver com todas
...continue lendo

Música guia 14set

Música guia

“Estou aqui para tratar de um transtorno bipolar. Faz um tempo, se eu não me engano fazem uns 3 anos porque eu estava num outro CAPS lá no Taquaral, aí eu parei de tomar os remédios e voltou tudo de novo. Foi quando minha mãe me trouxe até aqui e eu comecei a fazer o
...continue lendo

Empoderamento negro 12set

Empoderamento negro

“O que eu encontrei aqui dentro desta comunidade, além dessa conexão com a ancestralidade, a Casa de Cultura fazenda Roseira e a comunidade do Jongo Dito Ribeiro, pra mim funcionam como uma universidade livre, onde eu aprendo que não é só a história do negro vindo escravizado e sofrido, não é isso que a gente
...continue lendo

Minha vida 11set

Minha vida

“Sou José Paulino Reis, 59 anos, estou aqui no CAPS desde outubro de 2006. O dia a dia meu aqui hoje é muito gostoso, mas quando eu comecei aqui era muito perturbado, eu não tinha assim, vontade de viver mais. Tentei tirar a minha vida, a primeira vez foi com remédios. Comecei com tratamento em
...continue lendo

Vida no chá 10set

Vida no chá

“Conhecer o chá eu conheci com cinco anos. Porque o meu pai trouxe uma muda, uma semente de chá não sei de onde! Ele semeou na areia e esse chá começou brotar! Então o meu pai me deu uma latinha e disse “Agora você vai ‘escoiê’ os broto e ‘colocá’ nessa latinha.” Isso eu lembro
...continue lendo

Bagunça e escola 09set

Bagunça e escola

“Até gosto de ir na escola, mas brinca com meus amigos aqui em casa é bem mais legal.”

A luta 09set

A luta

“Meu nome completo é João Bosco Padula, tenho exatamente 59 anos, natural de Fonte Nova, Minas Gerais. Minha infância foi maravilhosa, assim, eu não tive complexo da doença que eu tive, né, graças ao esforço da minha mãe, do meu pai, da minha madrinha, que ajudaram bastante e a minha força de vontade pra superar
...continue lendo

Outro preconceito 08set

Outro preconceito

“Pessoas acham que nós que trabalhamos com carvão somos uns bicho, que é só trabalho escravo. É só mais um desses preconceitos que dominam a opinião pública. Digo mais um, porque tem tantos, não tem?”

Familia da Roseira 06set

Familia da Roseira

“Sou Dandewara Pereira 42 anos, nasci em Campinas e estou no jongo há aproximadamente 4 anos. Eu acompanhava as atividades que eles faziam em outros lugares, como no Largo São Benedito e em outras atividades que eles participavam, praticamente onde tinha apresentação do jongo eu acompanhava. Ia como visitante, aí, há quatro anos que eu
...continue lendo

Exemplo da mãe 05set

Exemplo da mãe

“Talita de Melo Luiz, 29 anos. Entrei no CAPS no final de novembro do ano passado, entrei numa vaga provisória pra uma licença maternidade sem nunca ter trabalhado no CAPS antes. Mas foi algo que busquei, sabe. Fiquei quatro meses fazendo vários processos, tentando, tentando, e sofrendo, não conseguia. Foi uma luta, até que um
...continue lendo

Minha Sorocaba 03set

Minha Sorocaba

“Sorocaba passou de uma cidade assim bem provincial pra uma cidade bem moderna a partir de 1970. hoje Sorocaba tem um dos polos industriais mais importantes do Brasil. Quando cheguei aqui em 1955 não era assim. A sorocabana foi importante nesse processo. Foi pioneira como empresa de transporte que movimentou todo esse ramal de São
...continue lendo